10 comentários

Filosofia Pop #042 – Justiça


Murilo Ferraz e Marcos Carvalho Lopes recebem Thiago Hansen, doutorando em Direito pela Universidade Federal do Paraná, mestre em Direito, graduado em Direito e em História e apresentador do podcast Salvo Melhor Juízo para falar sobre o Justiça.

Contamos neste episódio com a leitura de um trecho do Leviatã, de Thomas Hobbes, interpretado pela atriz Maria Elisa.

Se você não conhece ainda a mídia podcast e tem dúvidas sobre como acompanhar o programa, leia este guia.

Vamos nos encontrar aqui a cada duas semanas para iniciar conversas filosóficas, sempre às segundas-feiras, e continuar o papo com vocês nos comentários e redes sociais.

Se você curtiu o episódio, deixe seu comentário. É muito importante termos o retorno dos nossos ouvintes.

Twitter: @filosofia_pop
Facebook: Página do Filosofia Pop
YouTube: Canal do Filosofia Pop
e-mail: contato@filosofiapop.com.br
Site: http://filosofiapop.com.br
Podcast: Feed RSS

Com vocês, mais um episódio do podcast Filosofia Pop!


Sobre o Thiago Hansen

Thiago Hansen
Possui graduação em Direito pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (2011), graduação em História pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (2010) e mestrado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (2014). Atualmente é doutorando em direito na Universidade Federal do Paraná, professor substituto de História do Direito na Universidade Federal do Paraná, e professor na UNICURITIBA. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em História do Direito, atuando principalmente nos seguintes temas: história do direito brasileiro no século XX. Produz, participa e dirige o podcast jurídico Salvo Melhor Juízo.

Podcast Salvo Melhor Juízo
Currículo Lattes do Thiago


Comentados no episódio

1h48m30s – Indicações de livros, músicas e vídeos

Indicações do Thiago:

[Podcast] Salvo Melhor Juízo
[Livro] Friedrich Nietzsche – Genealogia da Moral
[Livro] Adriano Prosperi – Giustizia bendata

Indicações do Marcos:

[Livro] Martha Nussbaum – Fronteiras da Justiça
[Livro] Luiz Eduardo Soares – Justiça
[Livro]François Jullien – O diálogo entre as culturas

Indicaõçes do Murilo:

[Podcast] Salvo Melhor Juízo
[Curso] Michael Sandel – Justiça: O que é fazer a coisa certa

Murilo Ferraz

Graduado em Ciência(s) da Computação, fotógrafo amador e agora podcaster

  • Pô pessoal que programa excelente, o melhor do ano até agora e um dos melhores que já ouvi de vocês. Muito bom mesmo parabéns, já compartilhei!

    Só uma ressalva: Talvez pelo Murilo ser ateu, agnóstico ou praticante de religião de matriz africana, não sei, periodicamente cita o cristianismo e a fé cristã de maneira pejorativa ou com uma certa dose de sarcasmo altivo.
    É muito comum, e não os culpo por isso, confundirem cristão com o cristianismo ou acharem que cristianismo é uma coisa só, algo como generalizar e chamar toda religião africana de macumba.

    Cristão é aquele seguidor de Jesus, O Cristo, por isso o nome cristão. Cristianismo é uma construção ideológica e sincrética iniciada por constantino cerca de 300 anos depois do Cristo e que usurpou o nome “cristão” e o movimento “cristianismo” dos seguidores e imitadores do Cristo. A palavra cristão significa “pequeno cristo”.

    Logo tomem cuidado porque eu como cristão sinto vergonha alheia quando vejo pessoas falando de cristãos mas citando o velho testamento que está muito mais relacionado com o Judaismo, a bíblia como algo santo, as maluquices de Constantino e das cruzadas, a barganha com deuses para receber bençãos, que ser cristão e abençoado é somente aquele que se batizou (como foi dito), pecado como um ato contra deus, etc – quando por cristão deveriam se referir apenas a Jesus e seus ensinamentos.
    Infelizmente é muito difícil fazer essa distinção, principalmente pra quem está de fora.
    Mas vocês são super inteligentes e conseguem!

    Um abraço cristão a todos

    • Olá, Alex. Obrigado pelo seu comentário. O papo foi muito agradável, o podcast do Thiago é muito interessante. Vale a pena conferir.

      http://salvomelhorjuizo.com/

      Valeu pelas críticas também, acho que não posso evitar meu sarcasmo. Prepare-se para mais momentos de vergonha alheia. A intenção nunca foi de ofendê-lo pessoalmente. O pensamento cristão faz parte da nossa cultura, não existe como ser ocidental sem ter o cristianismo como parte importante da sua formação, mesmo que indiretamente. Um debate mais profundo sobre pensamento cristão pode acontecer por aqui mas, como podemos ver pelo seu próprio comentário, é um tema delicado e espinhoso. Muito difícil de ser tratado.

      Desculpe se te ofendi de alguma forma.

      Abraço e aguardo seus comentários sempre pertinentes nos próximos episódios.

  • Denilton

    Tiago deveria ter bugado o cérebro dos interessados Filosofia do Direito e indicado o livro do Gargarella, As Teorias de Justiça Depois de Rawls, o debate iniciado por Rawls vai para o infinito e além, kkk.

    • Eu não conheço o livro mas acho que já bugou o suficiente o cérebro da galera. Só de falar que esse negócio de prender as pessoas como pena é uma invenção moderna ou que direito e justiça nem sempre andam juntos já dá o que pensar.

      Esse episódio foi bem introdutório mesmo, acho que tem muito o que falar ainda sobre direito e justiça, como você colocou.

      • Denilton

        Hahahaha, opaaaa, já tô querendo a segunda parte B)

      • Vou pedir pro Thiago indicar nomes pra gente falar de outros assuntos relacionados ao direito. Acho que vai ter desdobramentos sim. 😀

    • Marcos

      O livro do Gargarella é ótimo. Gosto também dos livros do Álvaro de Vita da USP…

      • Denilton

        Não o conheço (acho que porque não sou da área), ele é um liberal ou comunitarista?

      • Marcos

        Um reformista ralwsiano… se fosse definir. Melhor é dizer que é um scholar que dá conta da conversa toda!